Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Sacristia

Obra do arquitecto João de Castilho, a Sacristia foi construída entre 1517 e 1520. Trata-se de uma ampla sala, em que a abóbada irradia de uma coluna central renascentista, na qual se notam vestígios do antigo lava-mãos.

Um arcaz de madeira, com pilastras de ordem jónica semelhantes às das capelas laterais do transepto da Igreja, emoldura três das paredes da sacristia sendo ainda hoje utilizado para guardar paramentos e alfaias litúrgicas. Considerado "o melhor exemplar de mobiliário português do final do século XVI" (Rafael Moreira), o arcaz é, presumivelmente, da traça de Jerónimo de Ruão (1590-1600). Sobre o espaldar, catorze quadros a óleo representam cenas da vida de S. Jerónimo. Atribuídos ao pintor maneirista Simão Rodrigues, datam de cerca de 1600-1610.

A sacristia é ainda decorada por um amitário seiscentista indo-português e por uma série de quadros, quase todos do séc. XVI, princípios do séc. XVII. Destacam-se, entre eles, seis telas da Paixão de Cristo atribuídas ao pintor António Carneiro, provavelmente destinadas a cobrir os nichos do claustro, e uma representação de Nossa Senhora da Nazaré que, segundo a tradição, seria de Josefa de Óbidos.

rss